O nosso reino é tudo isto, e muito mais...

«Contos de fada são mais do que a verdade. Não porque eles nos dizem que dragões existem, mas porque eles nos dizem que dragões podem ser derrotados.»

~ Neil Gaiman ~

domingo, 31 de agosto de 2014

sábado, 30 de agosto de 2014

Mais fotos dos nossos dias em retiro II * More photos of our latest days II

 
 
O da última foto foi feito por nós :)
The one in the last photo was made by us :)

OH-OH! - Etsy Treasury * O Reino em destaque!

Favoritem, Cliquem, Comentem e Partilhem ;)
FAV, CLICK, COMMENT, SHARE! ;)

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Reminescence * O Reino está em destaque no Etsy! - Another Etsy Treasury!

Cliquem, Gostem,  e Partilhem :)
Click, Love and Share :)

Retiro * Retreat

Estivemos fora alguns dias.
Praticamente sem televisão, sem internet e sem rádio.
Completamente isolados num mundo à parte.
***
We've been out for a few days. 
With no TV, no internet and no radio. 
Completely isolated in a magic world.
 
 

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Hope - Estamos em destaque no Etsy * Etsy Treasury

Mixed Media Art Green Hope Fairy Doll
Clica, Partilha e Gosta
Click, Share and Love

domingo, 24 de agosto de 2014

sábado, 23 de agosto de 2014

Iguaizinhos aos meus Fósseis * Just like my Fossils

 
 
 
Lucky me!
Os meus Fósseis * My Fossils
AQUI * HERE

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Livro das Sombras * Book of Shadows * Exorcism Page * BOS

Página sobre exorcismo...
Exorcism page...

Para quem perguntou... Livros feitos por mim :) * Altered Books and more...

 
 
 
Join us!
***
Há muitos videos sobre os meus livros no youtube, subscrevam para estarem atualizados :)

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Cãozinho Joanesco / Soft Dog with ladybugs


*****
Já só há um disponível!
15€ + portes de envio
reinojacheguei@gmail.com

Novas páginas em breve na loja * New pages avaliable in our shop soon - BOS, Book of Shadows

Estas páginas são, essencialmente sobre os nossos medos, as nossas inseguranças, são menos sobre a felicidade e mais sobre coisas como morte e como lidar com ela.  Chamamos-lhe Shadow Work.
Shadow Work - As partes de nós mesmos que por vezes tentamos esconder ou negar. De acordo com Carl Jung, pode-se dizer que consistem em padrões de energia, conhecidos como auto ou sub-personalidades que foram renegados - escondidos no nosso inconsciente durante a infância, como parte das nossas estratégias para lidarmos com o que nos rodeia. 
Cada Livro das Sombras tem uma parte «mais escura», menos agradável, tal como a nossa vida.
Estas páginas têm um aspeto gótico, espero que gostem tanto delas como eu.
These pages are essentially about our fears, our insecurities, are less about happiness and more about things like death and dealing with it. We call it Shadow Work.
Shadow Work -  The parts of ourselves that we may try to hide or deny. According to Carl Jung, it can be said to consist of energy patterns, known as selves or sub-personalities that were disowned — pushed down into our unconscious in childhood, as part of our coping strategies.
Every Book of Shadows has a «darker», less happy part inside just like our life. 
These pages have a gothic look, I hope you love them as much as I do.
***
Para download * Digital Download


quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Projeto Literário Imaginauta: Comandante Serralves - Despojos de Guerra

Comandante Serralves – Despojos de Guerra, livro

“Comandante Serralves – Despojos de Guerra” é uma aventura espacial escrita por 6 autores e protagonizado por um herói muito questionável.

A ideia nasceu há cerca de um ano, quando Carlos Silva lançou um desafio a Vitor Frazão, Ana Ferreira, Joel Puga, Inês Montenegro e Rui Leite. Partindo de uma história inicial, um punhado de personagens e de uma linha temporal, construir um universo, expandindo-o em complexidade e novas perspectivas.

O resultado não foi uma simples antologia de contos unidos apenas por um universo comum, antes um conjunto de episódios que se complementam e valorizam, na longa e sinuosa jornada de conhecer o astuto Comandante Serralves.

No universo literário de “Comandante Serralves – Despojos de Guerra” o Sistema Solar foi invadido e a Humanidade uniu-se para combater a ameaça. Das chamas dessa vitória surgiu a Aliança Humana, iniciando o que muito acreditam ser uma Era Dourada.

Contudo, nem todos partilham da mesma opinião. Alguns defendem que tal “progresso” não deve ser pago com o sacrifício da Liberdade e das identidades culturais dos povos da Terra e colónias.

Entre estes rebeldes destaca-se o nosso protagonista. Ele próprio uma relíquia de guerra, tal como a sua nave, Maria. Um simples soldados que abraçou a causa separatista, distinguindo-se dos camaradas apenas graças a um pequeno pedaço de tecnologia roubadas aos invasores alienígenas.

É Serralves um herói, um vilão ou apenas um trapaceiro com um talento para se meter em sarilhos? É isso que desafiamos os leitores a descobrir. 

Sinopses

“Métodos de Evasão” por Carlos Silva
O Comandante foi capturado e levado para o coração do império, onde, longe da sua tripulação e da sua nave, está à mercê dos seus inimigos. Porém, como em tudo em Serralves, nem tudo é o que parece, e ele tem uma surpresa guardada para quem o interroga.

“Sinais” por Vitor Frazão
Das minas marcianas às selvas do Vietname há segredos que podem derrubar a Aliança. Infelizmente, na ambição para descobri-los, Serralves por vezes esquece-se que também tem muito a esconder…
“Dodgson” por Inês Montenegro
Na juventude, Dodgson disponibilizara o corpo para se tornar um Serralves em potencial. Os anos e a experiência, no entanto, alteraram-lhe a vontade e os ideais, fazendo-o temer pelo destino que lhe poderá levar a existência repentinamente e sem aviso..

“Despojos de Guerra” por Carlos Silva
Na confusão de um contra-ataque a uma tripulação de piratas espaciais, os olhos de Serralves reconhecem uma arma alienígena.
De onde veio ela? Haverá mais? Quem mais tem conhecimento da sua existência?
Uma corrida contra o tempo num dos planetas mais inóspitos do Sistema Solar.

“Das Eigentum” por Ana Ferreira
Um pahoehoente resiste na Terra. Para nós, estes aliens quase destruíram o nosso planeta, contudo o Comandante Serralves irá descobrir um outro lado do inimigo.

“A Guerra Esquecida” por Joel Puga
Após uma batalha espacial, Serralves acorda, com um novo corpo, num local gelado e desolado. Não se trata, porém, de um planeta distante, mas de um ponto remoto da Terra onde fará descobertas que mudarão para sempre os livros de História

“Static Falls” por Rui Leite
Serralves e Emily partem numa missão diplomática à recém-descoberta colónia de "Static Falls" onde tudo parece ter parado em meados do século XX. No entanto, nas entranhas daquela estranha comunidade, escondem-se terríveis segredos que poderão significar o fim do Comandante.


Comandante Serralves – Despojos de Guerra, desafio

“Comandante Serralves – Despojos de Guerra” nasceu da partilha de um autor. Nesse mesmo espírito desafiamos-vos a juntarem-se a nós e criarem os vossos próprios contributos para este universo. Que dizem? Querem subir a bordo da Maria com Serralves? Combater os Separatistas ao lado da Aliança? Ou dar voz a um dos cidadãos comuns que vivem nas cidades da Aliança, na minas marcianas, nas cidades livres, etc?


Imaginauta

Imaginauta não é uma editora, antes uma marca em redor da qual queremos reunir esforço que até agora dispersos por vários projectos.  

http://imaginauta.net/

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Mais páginas para o teu Livro das Sombras (NOVIDADE) * More Pages for your Book of Shadows (NEW)

Novas páginas na loja!!
Loja Etsy
New pages in my shop!!!

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Altered Book: No Bosque * In the Woods (reblog)

Este Altered Book foi terminado em 20 de janeiro de 2011. 

Um livro alterado é uma forma de arte que usa mixed media e que altera um livro da sua forma original para uma forma diferente, alterando a sua aparência e / ou significado. É assim possível com livro antigo, novo, reciclado, etc. e através de cortes, rasgões, queimaduras, colagens, dobragens, tintas, etc. e acrescentando fios, folhas de ouro, fotos, selos, objetos de metal ou de borracha, usando o berbequim , colocando parafusos, etc. criar algo completamente diferente e simplesmente original. O artista pode ainda adicionar bolsos e nichos para armazenar cartões e etiquetas, pedras ou outros objetos tridimensionais. Alguns mudam completamente a forma do livro, outros podem até usar vários livros na criação da peça de arte. Os livros alterados podem ser tão simples como a adição de um desenho ou texto numa página, ou tão complexo como a criação de uma escultura intrincada. 
*** 
 This Altered Book was finished in January 20, 2011. 

An altered book is a form of mixed media artwork that changes a book from its original form into a different form, altering its appearance and/or meaning. An altered book artist takes a book (old, new, recycled or multiple) and cuts, tears, glues, burns, folds, paints, adds to, collages, rebinds, gold-leafs, creates pop-ups, rubber-stamps, drills, bolts, and/or be-ribbons it. The artist may add pockets and niches to hold tags, rocks, ephemera, or other three-dimensional objects. Some change the shape of the book, or use multiple books in the creation of the finished piece of art. Altered books may be as simple as adding a drawing or text to a page, or as complex as creating an intricate book sculpture. 

domingo, 17 de agosto de 2014

Os nossos Pirralhitus estão no "Real Men dont need instructions" Treasury no Etsy

Clica na imagem para aumentar :)
Ou aqui neste link para veres directamente no Etsy.

Featured


Entrevista AQUI.

Entrevista AQUI.

Entrevista aqui.



Entrevista aqui.



Fui entrevistada no dia 30/08/2010
(Entrevista N.º11)


oneprettything

Rabisokas em destaque


Cuteable blog of cute things
Aqui há um Gato do Reino
A Girafa Migalha está aqui também


Banana Craft

Estamos aqui, aqui e entrevista aqui.

Oferta de hoje 24 * Today's offer 24

Bobok Gigante * Plushie Monster Colorful Bobok
Só há um! Quando acabar acabou!! * When it's gone, it's gone!!
Só 26€!
(era 36.35€)
82cm de Altura.
Etsy Shop:
AQUI / HERE
***
Os portes de envio não estão incluídos.
Shipping cost not included.
*
Como comprar na nossa loja Etsy?

Os meus fósseis: Mergulhar no passado do Texas

A história de Lone Star State - a história antes dos Kawakawa e dos Comanches, antes de os espanhóis e os colonos vindos do Oriente - está gravada na pedra. As rochas contam uma história turbulenta de mudanças ambientais e biológicas que faz com que a atual "crise" do aquecimento global pareça trivial. Aaron Reed leva a família em uma viagem ao passado geológico, quando as partes do Texas agora 1.500 pés acima do nível do mar foram, literalmente, o fundo do oceano.
Condução 300,000 mil anos no passado leva mais tempo do que você imagina, mesmo se o destino é apenas 140 milhas de uma maneira. Não ajuda se você receber um início tardio.
Tamara, Patrick e eu carreguei Pete-dog-o para o fiel Subaru e rumaram para o norte dos EUA Highway 183 cerca de 10 sou um sábado recente.Nosso destino: o Lake Brownwood vertedouro, um famoso Pennsylvanian período de coleta de fósseis site.
Caça fósseis, ou " fossicking ", como os australianos chamam, é uma de nossas atividades favoritas da família. Para mim, é um resquício da infância, quando meu pai ia me levar para as ilhas que pontilham estragar Aransas Bay e nós temos que procurar os dentes de mastodonte,Glyptotherium (tatu gigante) scutes e dólares de areia dragada fossilizada acima de 16 pés abaixo da superfície como Golfo Intracoastal Waterway estava sendo construída.
Os restos de era-Pleistoceno megafauna são relativamente recentes, na verdade, o último dos mamíferos gigantes idade de gelo desapareceu apenas cerca de 12.000 anos atrás. A maioria dos fósseis encontrados na Central Texas são muito, muito mais velhos - que datam de 60 a 125 milhões anos para o período Cretáceo - ea maioria é de animais marinhos: ostras, amêijoas, estrelas do mar, caracóis, ouriços espinhosos e seus parentes. Essa foi também a idade dos dinossauros, mas desde muito do Texas estava sob uma grande mar interior na época, formas terrestres são difíceis de encontrar.
Fossickers são normalmente cauteloso sobre os locais de coleta. Eu não vou te dizer, por exemplo, onde eu acho aqueles perfeitamente preservado "diabo toenails" (gigante, ostras extinta) ou onde dente do tubarão fria veio de, ou mesmo a partir do qual County Road travessia do rio você pode ver o sinuoso trilhas dos dinossauros saurópodes gigantes chamados. Alguns sites, no entanto, são tão extensos que décadas de caça fóssil não esgotaram, e tão bem conhecido que eu estou pouco provável a receber ameaças de morte para escrever sobre eles aqui.
Tal é o Lake Brownwood vertedouro. A Lagerstätte de extraordinária riqueza, o site rendeu espécimes incrivelmente detalhada de ouriços, estrelas do mar, crinóides e briozoários por décadas.


View Larger Map

Como nós dirigimos para o norte, tomamos o novo, EUA Highway 183 tollway para ignorar o exurbs alastrando Austin de Cedar Park e Leander, parar para um café na pequena comunidade agrícola de Briggs, e continuar através Lampasas. Fomos passando cortes provável aparência estrada por milhas agora - lugares onde os engenheiros da estrada têm explodido através de camadas de antigas, de pedra calcária contendo fósseis - e, apesar de calcário do Cretáceo não é o que estamos procurando, estou louco para adicionar alguns espécimes para minhas caixas de coleta. Norte de Lampasas - quase até a cidade de Lometa, na verdade - um cume de altura teares a oeste da rodovia.
"Isso parece muito promissor", diz Tamara. "Parece um grande recife de idade."
Concordo, e nós puxar mais para a beira, largo gramado e pilha para fora do carro. Patrick, meu aluno da terceira série, é o primeiro a fazer um achado: um perfeito ouriço do mar deitado na base da encosta.
À medida que trabalhamos o nosso caminho lentamente pelo aterro, torna-se claro que este não é um local comum; o chão é literalmente, liberalmente cheio de 100 milhões de anos, as ostras de um gênero chamado Texigryphea . Tamara pega uma curva placa, sutura - de fora de um shell amonita. Acho que um pequeno punhado de minúsculas, ouriços-do-bead-like redondo chamado Salenia mexicana .
Finalmente, com caixas e sacos de plástico cheios de fósseis, voltamos para o carro e bater de novo na EUA 183, indo para Brownwood.Passamos por Goldthwaite, famosa por um início do século 20 jaguar e para o pó de ouro teria misturado o asfalto de suas rodovias. Em Brownwood, EUA 183 se funde EUA 84 para o oeste. Nós comemos um lanche rápido em Deli Schlotzsky - o restaurante apenas óbvio que podemos ver da estrada - e, em seguida, vire à direita na Rodovia 279 Texas, e outra na Fazenda-to-Market-Road 2125. FM 2125 comprova a uma agradável viagem através de colinas e bosques pecan vermelho antes de dead-terminando na Estrada do vertedouro.
Tomamos um direito e parar na água County Improvement District Brown No. 1 escritório, onde o check-in e assinar renúncias que nos permitem caminhar para dentro do vertedouro. Eu tinha verificado a nível do lago on-line antes de sairmos Austin, é importante fazê-lo antes de sair porque qualquer água que vem da barragem de baixa coloca o sítio de fósseis fora dos limites. Seguindo as instruções do oficial de patrulha lago, nós dirigimos para baixo do morro e estacionar na área designada. A uma curta caminhada através da ponte de baixa-mar e até uma pista esburacada que serpenteia através de uma colina, e o desfiladeiro é espalhar-se abaixo de nós.
A única coisa que me impressiona - após a surpresa do quão profundo é o vale e como acidentada do terreno - é a cores. Camadas alternadas de calcário e de xisto pintar o vale em vermelhos, cremes e verdes. Nós clamber para baixo no primeiro patamar ampla do que deve ser uma cachoeira de três estágios quando o lago está transbordando.
Enorme, pedras vermelhas são cobertas com as trilhas e tocas de que deve ter sido alguns bichos muito grande - talvez caranguejos, talvez algo mais - e Patrick logo descobre uma laje de calcário agradável com hastes crinóides e peças lacey de colônias de briozoários incorporado. À medida que trabalhamos nossa maneira para baixo, torna-se óbvio que tem havido considerável de escavação e lascar nas camadas de xisto abaixo algumas saliências da pedra calcária de espessura. Eu me concentro meus esforços lá, e sou logo recompensado com algumas pequenas placas irregulares coberto com os restos do comprimido ouriços.
É meio da tarde até agora, é hora de passar para a Pits Wilson Clay.
Wilson, como é vulgarmente conhecido, é outro Pennsylvanian site - uma antiga pedreira - onde quase todas as descobertas estão na superfície. O problema é encontrar o site. Eu tinha voltado para Ed Elliott, presidente e diretor de viagem de campo da Sociedade Paleontológica de Austin , e estava seguindo suas instruções.
Tomadas sobre o telefone, as direções soava assim: "Vá para a esquerda a poucos quilômetros, chegar a um sinal de pare - o cruzamento é de 585 Vá em frente Assim que você atravessar a estrada de cascalho que deve ser muito em breve, em... algumas centenas de metros, você verá uma estrada que as curvas para a direita - vá para a esquerda Você vai ver um cemitério Fique nessa estrada É ventos frente e para trás, para trás e para frente se deparar com um riacho e cruzar para Coleman.... County. Logo depois de cruzar Creek lama, voltar-se e você deve ser capaz de ver uma boa distância para ambos os lados. Há um crick na estrada e uma casa à esquerda. Direita quando você passa naquela casa, a pedreira está no direita. "
Seguindo essas orientações, encontramos o site: montes enormes de material vermelho e verde amontoados atrás de uma cerca de arame farpado. À medida que lentamente disco reconnoitering passado, avistamos dois cavaleiros em cima de uma das colinas. Eles acenam, elevando latas de cerveja em saudação, e eu tirar uma foto rápida.
"Você acha que talvez você deve dizer-lhes o que estamos fazendo aqui?" Tamara pergunta que eu voltar para o carro. "Talvez eles próprios o lugar."
Elliott já havia explicado que, embora a pedreira está em mãos privadas, o proprietário do site extinta acolhe caçadores de fósseis e nós devemos apenas rastejar através da cerca de arame farpado.
"Oh, eu duvido que eles têm alguma coisa a ver com o lugar", eu respondo. "Tenho certeza que eles são apenas para um passeio." Afinal, vendo cavalos no Texas - especialmente nas áreas rurais - não é tão incomum.
Após a coleta o nosso equipamento e ajudando Pete-dog-o negociar o fio pricking, fazemos para o próximo morro. É liberalmente strewn com os talos e espinhos dos crinóides flor-como, parentes dos ouriços e estrelas do mar que uma vez que se ancorada ao fundo do oceano aqui. Como nós chamamos uns aos outros sobre a nossa encontra, estamos interrompido pelo barulho de cascos como os dois pilotos que já vimos anteriormente vem derrapando por um declive.
"Como vocês doin '?" chama um.
Nós nos apresentamos e ao que parece, sim, PJ e Wes (Wilson) são de alguma forma relacionados com a família proprietária de terras. Acontece que, também, que Elliott estava correta - eles realmente não me importo de pessoas chegando em suas terras e caça para os fósseis.
Ofereço PJ uma garrafa de água fria, e ele recusa.
"Nunca, enquanto eu estou montando", diz ele, então ele chega em uma sacola e me joga uma lata de cerveja gelada e aparece no topo por conta própria. Falamos cavalos e "pedras pop" - o termo local para hastes crinóides - que contêm bolsões de água inimaginavelmente antigo e explodir quando jogado em uma fogueira. A convite da PJ, eu dar uma volta em seu cavalo castrado, um mustang selvagem recém-comprado em um leilão federal. Então, seu celular toca. Vacas estão fora em outra parte da fazenda, e os dois decolar em uma onda de poeira fósseis.
Vagamos através da paisagem surreal de rejeitos poço de argila. Acho uma perfeita, cálice crinóides branco - o cálice do qual o animal frond-como surgiu braços. É surpreendente como pano de fundo vermelho-barro.
Como o sol, dirigimo-nos para baixo sobre o asfalto, conectando com Farm-to-Market-Road 1716 antes de looping de volta através Santa Anna e pegar Rodovia 84 EUA de volta para Brownwood. Chegamos de volta para casa antes da meia noite com um cão sonolento e uma criança dormindo, pedaços e peças dos séculos embalado em caixas e sacos plásticos.
06 de junho de 2008
*
Copiado DAQUI (tradução livre).

Blog Widget by LinkWithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...